Katsumoto

Informações Técnicas Judô

As técnicas são divididas em três grandes grupos, arremessos, solo e pancadas, e esses se subdividem conforme demostrativo do quadro acima. 

 

 

Técnicas

 

Na aplicação de waza (técnicas), tori é quem aplica a técnica e uke é aquele em que a técnica é aplicada. As técnicas do judô classificam-se em:

 

Técnica

 

Descrição

 

Nage-Waza

 

técnicas de arremesso

 

Tachi-Waza

 

técnicas em pé

 

Te-Waza

 

técnicas de braço

 

Koshi-Waza

 

técnicas de quadril

 

Ashi-Waza

 

técnicas de perna

 

Sutemi-Waza

 

técnicas de sacrifício

 

Mae-sutemi- Waza

 

técnicas de sacrifício para frente

 

Yoko-sutemi- Waza

 

técnicas de sacrifício para o lado

 

Katame-Waza

 

técnicas de domínio no solo

 

Ossaekomi- Waza ou Ossae- Waza

 

técnicas de imobilização

 

Shime-Waza

 

técnicas de estrangulamento

 

Kansetsu-Waza

 

técnicas de luxação ou chave de braço

 

Atemi-Waza

 

técnicas de ataque nos pontos vitais

 

Exercícios básicos

 

No judô cada professor pode estabelecer o seu sistema de exercício, o plano geral de treinamento é o seguinte:

 

Taiso

 

Exercício de aquecimento, visa aquecer e tornar o corpo mais flexível, desenvolvendo também a musculatura.

 

Ukemi-No-Waza

 

Técnicas de amortecimento de queda (rolamentos).

 

Uchikomi ou Butsukari

 

Treinamento de entradas de técnicas de projeção.

 

Tando-Geiko

 

Treinamento sombra, também conhecido como Tendoku-renshiu "sombra". É o equivalente ao uchi-komi (entrada de golpes) porém sem parceiro.

 

Nage-Ai (pronuncia-se nague ai)

 

Projeções alternadas. Treinamento em duplas, alternadamente cada um projeta (derruba) o companheiro de treino.

 

Kakari-Geiko (pronuncia-se kakari gueiko)

 

Treinamento defensivo. Nesse tipo de treinamento um dos componentes da dupla é designado a defender e o outro a atacar.

 

Yaku-Soku- Geiko (pronuncia-se yaku soku gueiko)

 

Projeções livres com movimentação. Treinamento com muita movimentação e projeção sem defesa ou disputa de pegada.

 

Handori (pronuncia-se randori)

 

Treino livre, "simula" ou reproduz o "Shiai" (competição), pelo qual a aplicação das técnicas é praticada contra um parceiro, atacando e defendendo, a diferença básica é que ocorre de forma mais "solta" mais "livre" que nas competições propriamente ditas.

 

Shiai

 

Competição. Exige muita habilidade técnica, tática, preparação física e mental. Atualmente as competições de alto nível envolvem a participação de diversos profissionais, não somente mais de um "Sensei", entre eles: preparador físico (geralmente especialista em fisiologia do exercício e/ou treinamento esportivo) nutricionista, fisioterapeutas, psicólogos, entre outros. As técnicas já dominadas no randori devem ser aplicadas sob um determinado conjunto de regras, sujeitas à pontuações que devem ser avaliadas por três árbitros (um central mais dois laterais).

 

Rolamento - RolloMay

 

Kata

 

É um conjunto de técnicas fundamentais, um método de estudo especial, para transmitir a técnica, o espírito e a finalidade do judô.

 

 

 

 

Nage-no-kata

 

 

É o primeiro kata do judô; compõe-se de quinze projeções divididas em cinco grupos de técnicas:

 

Te-Waza

 

Uki-otoshi

 

Ippon-seoi-nage

 

Tsuri-Komi-Goshi

 

Koshi-waza

 

Uki-goshi

 

Harai-goshi

 

Tsurikomi-goshi

 

Ashi-waza

 

Okuriashi-harai

 

Sasae-tsurikomi- ashi

 

Uchimata

 

Ma-sutemi-waza

 

Tomoe-nage

 

Ura-nage

 

Sumi-gaeshi

 

Yoko-sutemi- waza

 

Yoko-gake

 

Yoko-guruma

 

Uki-waza

 

 

 

Pontuação

 

O objetivo é conseguir ganhar a luta valendo-se dos seguintes pontos:

 

Yuko - Um terço de um ponto. Um yuko se realiza quando o oponente cai de lado, ou quando é imobilizado por 15 segundos;

Wazari - Meio ponto. Dois wazari valem um ippon e termina o combate logo após o segundo wazari. Um wazari é um ippon que não foi realizado com perfeição. Também ganha wazari se conseguir imobilizar o oponente por 20 a 24 segundos;

Ippon - Ponto completo. O nocaute do judô, finaliza o combate no momento deste golpe. Um ippon realiza-se quando o oponente cai com as costas no chão, ao término de um movimento perfeito, quando é finalizado por um estrangulamento ou chave de articulação, ou quando é imobilizado por 25 segundos.

Shido

Penalizações

 

O shido é a penalização mais fraca do judô. É uma advertência que não gera pontos ao adversário.

 

Chui

O chui é atribuído quando se comete uma infração um pouco mais grave, ou quando é atribuído um segundo shido.

 

Keikoku

O keikoku é atribuído quando se comete uma infração grave, ou quando é atribuído um shido quando já se tem chui, mas que não chega para terminar o combate.

 

Hansoku-Make

O hansoku- make é atribuído quando se comete uma infração muito grave, de forma que esse combatente que sofre castigo é expulso e o outro vence

 

Graduações

Os judocas são classificados em duas graduações: kiu e dan.

 

As promoções no judô baseiam- se em exames que incidem sobre requisitos tais como: duração de tempo de treino, idade, caráter moral, execução das técnicas especificadas nos regulamentos e comportamento em competições. No caso de promoção de kiu(classificação), faixa branca a marrom é outorgada pela associação, no caso de promoção as graduações de dan, até 5º dan são realizadas pela banca examinadora da Liga ou Federação Estadual, as outras graduações superiores pela Confederação Nacional.

 

Os graus no Judô dividem os alunos nos grupos: Dangai (da faixa branca à marrom) Yudan (do 1º ao 5º Dan) Kodanshas (faixa "coral" e faixa vermelha). O mais alto grau concedido é a extremamente rara faixa vermelha Judan (10º Dan) que até o ano de 2009 fora concedida apenas a 15 homens, sendo que até a referida data 3 ainda eram vivos (Toshigo Daigo, Ishiro Abe, Yoshimi Osawa) os três promovidos dia 08/01/2006 pelo Kodakan. Em 2010, o judoca britânicoGeorge Kerr recebeu a promoção de 10º Dan pela Federação Internacional de Judô, sendo o único deste grau ainda vivo.

 

 

 

Graduações kyu

 

Há oito graus de kyu (seis em Portugal), os quais se distinguem pelas cores das faixas:

 

KYU

 

00 KYU.

 

Mukyu.

 

Faixa Branca. (+)

 

07º KYU.

 

Nanakyu ou Shichikyu

 

Faixa Cinza. - (*)

 

06º KYU.

 

Rokukyu.

 

Faixa Azul. - (*)

 

05º KYU.

 

Gokyu.

 

Faixa Amarela. (**) - (++)

 

04º KYU.

 

Yonkyu. ou Shikyu.

 

Faixa Laranja./ Abóbora.

 

03º KYU.

 

Sankyu.

 

Faixa Verde.

 

02º KYU.

 

Nikyu.

 

Faixa Roxa.

 

01º KYU.

 

Ikyu.

 

Faixa Marrom. (*+)

 

 

 

OBSERVAÇÕES

(*) Apenas para pessoas com menos de 18 anos de idade.

 

 

(+) Todo judoca inicia no judô nesta faixa.

 

(**) Segunda faixa para os judocas com mais de 18 anos de idade.

 

(++) Quarta faixa para os judocas com menos de 18 anos de idade.

 

(*+) Última (sétima ou nona) faixa para o judoca.

 

Cores das Faixas na Europa

 

Branca

 

 

Amarela

 

 

Azul Escura

 

 

Laranja

 

 

Verde

 

 

Marrom

 

 

Preta

 

 

 

 

Cores das Faixas em Portugal

 

Branca

 

 

Amarela

 

 

Laranja

 

 

Verde

 

 

Azul

 

 

Marrom

 

 

Preta

 

 

 

 

Cores das faixas no Brasil

 

Branca

 

 

Cinza

 

 

Azul

 

 

Amarela

 

 

Laranja

 

 

Verde

 

 

Roxa

 

 

Marrom

 

 

Preta

 

 

 

 

[Graduações dan

 

As graduações de dan avançam de modo crescente, ao contrario das graduações kyu, indo do 1º dan (shoudan) ao 10º dan (juudan). Esses graus se diferenciam pelas seguintes cores das faixas:

 

DAN

 

1º DAN

 

Shoudan ou Ichidan

 

Faixa Preta

 

2º DAN

 

Nidan

 

Faixa Preta

 

3º DAN

 

Sandan

 

Faixa Preta

 

4º DAN

 

Yondan ou Shidan

 

Faixa Preta

 

5º DAN

 

Godan

 

Faixa Preta

 

6º DAN

 

Rokudan

 

Faixa Vermelha e Branca

 

7º DAN

 

Nanadan ou Shichidan

 

Faixa Vermelha e Branca

 

8º DAN

 

Hachidan

 

Faixa Vermelha e Branca

 

9º DAN

 

Kyuudan ou Kudan

 

Faixa Vermelha

 

10º DAN

 

Juudan

 

Faixa Vermelha

 

Você está aqui: Início Modalidades Jiu-Jitsu

Pré Matrícula

Cadastre-se em nosso site e faça a Pré Matrícula

Main Menu

Login Form

Parceiros

Erro: Nenhum artigo publicado

Depoimentos

Luis Henrique

É meu dever e satisfação agradecer aos professores, àqueles que contribuíram com minha formação técnica, mental e espiritual. Professor José dos Reis - 1969, Professor Santana de Abreu 1974, Professor Arrais 1977 e Professor Inácio 1980. Tal formação, a qual esses homens foram de cruci...

Leia mais

Twila Barroso ex- seleção Brasileira

Twila Barroso, ex-seleção brasileira de Judô, seleção olímpica, tri- campeã brasileira, bi- campeã sul- americana, vice- campeã pan- americana, campeã copa kodokan, e bi- campeã mundial master, e ainda, mais de 200 outros títulos, DECLARA QUE SENTIU UM GRANDE VAZIO EM ÉPOCAS DE SELEÇÃ...

Leia mais

Professor Valter P. da Silva Neto - Emp…

Meu querido professor, pai e amigo, Agradeço de coração todos os seus ensinamentos, dedicação e palavras que muito me ensinaram, e que hoje aplico na vida, você foi peça fundamental na minha velha, e na nova vida, te agradeço por ter dedicado parte de sua vida a meu favor, somente hoje, eu ...

Leia mais

João Bosco

Falar de você é muito fácil, homem dedicado as causas sociais , e ao crescimento físico, mental e espiritual de seus alunos e amigos, e comprometido com a verdade. Hoje me encontro um homem de opinião, de personalidade, sensato e cheio de vida , conhecimento adquirido de seus ensinamentos !!!, ...

Leia mais

Fundador da Liga de Judô do Distrito Fe…

Falar do trabalho do Professor Luiz Henrique Barcellos Hogem, não é uma tarefa fácil. Esta figura que vive intensamente o Judô, respira, transpira, pensa o nosso esporte 24 horas por dia. Sua personalidade forte aliada ao estilo controvertido, autêntico, excêntrico o torna singular. Humano por...

Leia mais

Professor Alessandro Cardoso - Atleta

Não tem como falar dessa pessoa sem se emocionar? Com quem sempre se dedicou ao Judô mais do que à sua própria vida. Difícil não se envolver com suas palavras sobre essa filosofia de vida e de Judô. Esse professor, Luis Henrique Barcelos Hogem, faixa preta a mais de 30 anos cujo comecei a min...

Leia mais

Presidente do Conselho de Educação Fí…

Carta a um Profissional, profº Luis HB Hogem, que como a lenda da Ave Fênix, renasceu das cinzas, melhor, mais humilde e mais poderoso!   - Sou Profissional de Educação Física com muito orgulho e amor. Este amor por minha profissão se renova a cada dia, quanto mais percebo a importância e ...

Leia mais

Flávia Guirelli

"Já fiz parte dessa maravilhosa equipe. Obrigada por me acolher como filha. Te amo Sensei "Luis Henrique Hogem", um professor excelente e agora com sua própria academia me enchem de orgulho em dizer: Lembro- me como se fosse hj... Sua filosofia e dignidade, ajudaram a formar minha personalidade. M...

Leia mais

Assinar Boletins

captcha